Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

uma confissão

 

Durante a noite encontro uma liberdade para escrever que por algum motivo o sol não me permite. Notei recentemente que meus textos têm ficado cada vez mais parecidos com relatos. Ilusão. Não são estes textos mais relatos que outros antes escritos. Mais pessoais. Todos são algum produto do que acontece quando torço. E sangro. São o que escorre. Não são meus relatos. Não são minhas confissões. São uma conversa causal, uma voz que empresto a uma porção de mundo oculta, querendo mostra-se. São clichês. São notas noturnas do óbvio. Mentiras absolutas. Mas verdadeiras.

 

Uma confissão

3 comentários:

Flávia Miranda disse...

Parabéns!
Amo tua maneira de escrever !
;)

Vitor Bornéo disse...

Obrigado! Indisciplinda, as vezes sofrida, mas sempre sincera. Ou ao menos o quão sincero a literatura pode ser. :-)

Vitor Bornéo disse...

Obrigado! Indisciplinda, as vezes sofrida, mas sempre sincera. Ou ao menos o quão sincero a literatura pode ser. :-)

Postar um comentário

  ©Composto Substantivo - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo