Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Chuva passageira (ou Prosinha em voz alta)

 

Chuva, chuvinha, chuvona temporal. Cai nesta cidade. Molha esta cidade. Lava esta cidade de coração febril. Chuva de março e do ano inteiro, chuva de outubro, lava meu Rio de Janeiro. Molha meu Rio. Para meu Rio, minha cidade-gafieira.

 

Chuva, chuvinha, chuvona temporal. Lava o carioca. Molha o carioca. Para o carioca. Para esse povo que sorri sem pensar. Molha esse povo que corre sem parar. Lava esse povo que sofre sem amar... Molha Meier. Para Madureira. Lava Tijuca. Lava, lava tudo, na rua e na favela, na praia e na Portela, lava tudo, para tudo, molha tudo... e se der, aproveita e lava também esta saudade...

 

Mas por favor, chuva querida, eu te peço: não se demore muito não. Vá embora, sim, quando terminar de lavar. Seja passageira e deixe um sol macio voltar para esta província que não pode parar.

 

rio-com-chuva

0 comentários:

Postar um comentário

  ©Composto Substantivo - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo